Em busca de ambiente favorável a inovações, Pacto Alegre é lançado na capital gaúcha

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2018
Fonte: Gauchacz
Crédito da Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Um futuro no qual Porto Alegre seja referência internacional em inovação, cultura e qualidade de vida começou a ser esboçado na tarde desta quarta-feira (21). No Centro Cultural da UFRGS lotado, foi lançado o Pacto Alegre, união de esforços entre representantes de universidades, de entidades, do poder público e da sociedade civil organizada para colocar em prática projetos que transformem, em médio prazo, a capital gaúcha em um ambiente favorável a investimentos e à geração de emprego e renda.  

O evento solene formalizou um compromisso que envolverá, inicialmente, 75 entidades da Capital. Cada uma deverá, até março do ano que vem, se engajar em alguma iniciativa que traga benefício à cidade, propondo projetos inovadores. Eles podem incluir o estímulo ao conhecimento de tecnologia na cidade, favorecer o lançamento de startups ou facilitar o acesso a serviços públicos por meio da tecnologia, por exemplo.

A cerimônia serviu também para a assinatura de um contrato de consultoria com o especialista espanhol Josep Piqué, responsável por programas de revitalização de cidades como Barcelona, na Espanha, ou Medellín, na Colômbia. Piqué, que participou da concepção do pacto, assinou um compromisso de pelo menos três anos de parceria. Os custos devem ser bancados por financiadores privados.

— Porto Alegre inova, e inova em sua forma de ter inovação. É a primeira vez na história do mundo que uma inovação de forma sistêmica está sendo liderada por três universidades que mobilizam outros agentes — destacou.

O pacto é mais uma etapa no processo de cooperação que teve início com o lançamento da Aliança para Inovação, apresentada formalmente em julho. Ao reunir três das principais universidades gaúchas, o grupo já levou a iniciativas práticas como o estímulo ao lançamento de startups na área de educação ou uma academia aberta que procura disseminar a cultura das novas tecnologias entre o empresariado da Capital, em parceria com a Fiergs.

Está prevista ainda a fundação de um instituto de inovação nas dependências do antigo Shopping DC, no Quarto Distrito. O local deve abrigar startups e centros de inovação, além de sediar eventos educativos. Outro plano é realizar, em 2020, um grande festival de inovação — com a dimensão que o Fórum Social Mundial chegou a ter no começo dos anos 2000. O tamanho do evento dependerá do financiamento, mas a ideia é de um grande fórum descentralizado, que mobilize toda a cidade.


Solenidade reuniu autoridades

A solenidade de lançamento do Pacto Alegre teve a participação do prefeito Nelson Marchezan, do governador eleito Eduardo Leite, dos reitores Rui Vicente Oppermann, da UFRGS, e Evilázio Teixeira, da PUCRS, do pró-reitor da Unisinos,  Alsones Balestrin, além de representantes do poder público e de diversas entidades da iniciativa privada. Vice-presidente de produto e operações do Grupo RBS, Andiara Petterle destacou a importância do pacto na busca por transformações que melhorem cidade e Estado.

— Fazer parte deste pacto é realizar o nosso propósito maior: fazer jornalismo que ajude a transformar o Rio Grande do Sul. Mais do que uma honra, é uma responsabilidade da empresa fazer parte de algo que vai ajudar a produzir boas notícias. Nós queremos, nós podemos e nós vamos fazer a mudança que a cidade precisa — disse Andiara. 

O prefeito elogiou a participação das universidades e da iniciativa privada no processo e comemorou o lançamento. Ele aposta na iniciativa como um gerador de oportunidades para a Capital nos próximos anos.

— Teremos mudanças porque elas são absolutamente necessárias, e é este ambiente de mudança que nós queremos muito transformar em oportunidades — disse o chefe do Executivo. 

O pacto fomentado pela Aliança para Inovação — entidade que une UFRGS, PUCRS e Unisinos em conjunto com a prefeitura e outras organizações — tem como meta engajar o maior número possível de entidades, empresas e órgãos públicos na criação de um ambiente favorável a inovações, cultura e qualidade de vida. 

Comentários

    Não há comentário

Comentar