Governo lança editais de fomento ao esporte e ao artesanato

Sábado, 22 de Dezembro de 2018
Fonte: SETRE
Crédito da Foto: Divulgação

Foram lançados nesta quinta-feira (20) última, na Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), treze editais para seleção de projetos de competições e eventos de esporte, paradesporto e lazer; e projetos de iniciação esportiva, paradesportiva, lazer e inclusão social. Com investimentos que totalizam R$ 8,9 milhões, os editais devem beneficiar 12 mil pessoas. A iniciativa é da Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Setre.

Dos editais lançados, destaque para o Programa Natação em Rede. No valor de R$ 2 milhões, a chamada pública vai selecionar a entidade responsável pelo programa que atende 2.400 pessoas, nas modalidades de natação e hidroginástica, com núcleos na Bonocô (Piscina Olímpica), CAB (antigo prédio da FLEM), Lauro de Freitas (Centro Pan-Americano de Judô) e Nordeste de Amaralina (Centro Social Urbano).

Os outros editais são para seleção de projetos de competições e eventos de esporte, paradesporto e lazer; implementação de Núcleos de Iniciação Esportiva; e de entidades para desenvolvimento de projetos de iniciação esportiva.

“Fizemos um esforço pra lançarmos esses editais ainda este ano, para que em 2019 o apoio e o incentivo à prática esportiva continuem sendo a marca da gestão do Governo do Estado”, ressaltou o secretário Vicente Neto.


Artesanato

Também nesta quinta-feira (20), foi relançado o edital de publicização do artesanato baiano, com investimento de R$ 5 milhões para os próximos dois anos.

O edital vai selecionar uma organização social (OS) que, junto à Coordenação de Fomento ao Artesanato da Bahia, vinculada à Setre, irá desenvolver ações de comercialização e qualificação do artesanato baiano. Além disso, a OS poderá estabelecer parcerias com a iniciativa privada para captação de recursos que serão investidos na produção de artesanato.

Estiveram presentes no lançamento dos editais o diretor-geral da Sudesb, Elias Dourado; a coordenadora de Fomento ao 

Artesanato da Setre, Luciana Embilina; o superintendente de Desenvolvimento do Trabalho, Alexandro Reis e o superintendente de Economia Solidária e Cooperativismo, Milton Barbosa.

Comentários

    Não há comentário

Comentar