Exército e manifestantes entram em confronto em protesto em Juazeiro

 Moradores de Juazeiro, na Bahia, e de Petrolina, em Pernambuco, fizeram um protesto na quarta-feira (3) que resultou em um confronto com militares do Exército Brasileiro.

A desocupação da Ilha do Sol, que pertence ao estado vizinho, é um dos pontos da pauta do protesto local e a pressão pela liberação do território, que já foi local de lazer da população, gerou o embate. Desde setembro de 2012, a área é ocupada pelo Exército.
 
Um dos acessos até a Ilha é a ponte Presidente Dutra, na BR-407, ligação entre as cidades que foi bloqueada pelo grupo desde as 17h30. Por volta das 20h, a situação permanecia.
 
O confronto aconteceu na ponte, que passa sobre o Rio São Francisco. Um grupo forçou os portões na tentativa de invadir a ilha e chegou a derrubar um deles. O Exército reagiu lançando bombas de gás lacrimogêneo, enquanto os manifestantes revidavam jogando pedras. Houve tumulto.
 
O protesto cobra transporte público de qualidade, concessão de meia passagem para as barcas entre Juazeiro e Petrolina, passe livre nos fins de semana e liberação da Ilha do Fogo.
 
No dia 27 de junho, mil pessoas participaram movimento intitulado "O Vale Acordou", uma referência ao Vale do São Francisco, percorrendo Petrolina até Juazeiro.

Comentários

    Não há comentário

Comentar