PORTUGAL - Exportações cresceram 1,3% em julho e importações aumentaram 7,9%

Segunda-feira, 9 de Setembro de 2019
Fonte: Dinheirovivo.pt
Crédito da Foto: DIVULGAÇÃO APPA

As exportações voltaram a crescer. Depois de em junho terem registado uma quebra de 8,3%, o mês de julho marcou o regresso a terreno positivo, com as empresas portuguesas a venderem mais 1,3% do que no período homólogo. Mas as importações, que também haviam recuado em junho, -3,7%, aumentaram em julho 7,9%. O Instituto Nacional de Estatística destaca o acréscimo nas importações de material de transporte, com especial destaque para os aviões.

Excluindo os combustíveis, as exportações nacionais aumentaram 3%. O défice da balança comercial de bens atingiu, em julho, os 1.751 milhões de euros, o que corresponde a um agravamento de 452 milhões face ao mesmo mês de 2018. Retirado o efeito dos combustíveis, o défice da balança comercial foi de 1.202 milhões, mais 314 milhões face a julho de 2018.

Em termos de produtos, todas as grandes categorias económicas cresceram, em julho, com exceção dos combustíveis e lubrificantes, que registaram um decréscimo homólogo de 20,8%. Os fornecimentos industriais foram os campeões do crescimento, com um aumento de 65 milhões para 1.742 milhões de euros vendidos ao exterior em julho. Mais 3,9%. Os produtos alimentares e bebidas cresceram 4,7% para 536 milhões, e o material de transporte e acessórios subiu 3,2% para 970 milhões. Mas dentro desta última grande categoria estão as exportações de carros que caíram 9,6% para 306 milhões de euros.

Quanto aos principais mercados de destino, destaque para o aumento de 10,8% nas exportações para França, com o contributo especial dos automóveis de passageiros. Mas as importações de produtos franceses também dispararam: 67%. A ‘culpa’ foi das compras de aviões comprados a França. O principal parceiro comercial continua a ser a Espanha, mas cai 1,5%, correspondente a menos 21 milhões, para 1.356 milhões de euros. As vendas para a Alemanha, que na comparação trimestral ainda estão em crescimento, no mês de julho caíram 2,8% para 608 milhões.

Analisados os dados referentes ao trimestre terminado em julho, o INE indica que as exportações cresceram 0,5% e as importações 5,9% face trimestre homólogo do ano anterior, altura em que haviam aumentado 0,9% e 6,5%, respetivamente.

Mais simpática é a comparação com o mês anterior, o que não admira. As exportações registaram um acréscimo de 13,4% e as importações avançaram 7,2% comparativamente a junho. Uma performance positiva para que contribuíram tanto as vendas para União Europeia como para os países extracomunitários, com o INE a lembrar que julho teve mais cinco dias úteis que o mês anterior.

Já no acumulado do ano, as empresas portuguesas venderam um total de 35.705 milhões de euros ao exterior, mais 2,7% do que em igual período do ano passado. Excluídos os combustíveis e lubrificantes, o crescimento ainda é mais significativo: 4,3%.


Sobre Elson Contreiras

Baiano, empreendedor nato, ex-carnavalesco e ha alguns anos vivendo em Portugal. Analista de Sistemas e programador. Consultor em TI, especialista em CRM, Cobol e sistemas. 

Correspondente Internacional da Caro Gestor

Sugestões de pautas pelo Whatsapp - +351 917 637 125

  • Email
  • Google+

Comentários

    Não há comentário

Comentar