Municípios comemoram cinquentenário

 Nesta quinta-feira, dia 12 de abril, quatro municípios baianos comemoram cinquentenário. São as cidades de Dário Meira , Licínio de Almeida, Presidente Dutra e Serra Dourada. Dário Meira foi criado com território dos distritos de Cajazeiras e Boa Nova. O nome do município é em homenagem ao político boanovense, que, à época de epidemia de doenças contagiosas, sendo dono de uma pequena farmácia, socorria a população. O município de Dário Meira é formado por distrito único, contando com os povoados de Acaraci, Ponto Novo e Planalto Íris.

No mesmo dia, o município de Licínio de Almeida festeja emancipação política. Os primeiros desbravadores do território foram os bandeirantes portugueses a procura de ouro e pedras preciosas. No começo do século XIX, agricultores de outros municípios ali se fixaram e desenvolveram a agropecuária. Originou-se do povoado formado em torno da fazenda Gado Bravo, da família Soares. Com a chegada dos trilhos da Rede Ferroviária Federal Leste Brasileiro na década de 40, formou-se o povoado Gado Bravo. Este povoado foi elevado a distrito em 1953 pela lei estadual nº 628, já com o nome de Licínio de Almeida, engenheiro da Rede Ferroviária Federal que ali residira e falecera. Emancipou-se finalmente em 1962, pela lei estadual nº 1.670, como território desmembrado dos municípios de Urandi e Jacaraci.
 
Outro aniversariante é o município de Presidente Dutra que completa seus 50 anos de autonomia política. Um dos maiores produtores de pinha (também conhecida como fruta-do-conde) do Brasil. Ficou reconhecida como a Cidade da Pinha. Homenagem ao ex-Presidente Marechal Eurico Gaspar Dutra, décimo nono Presidente do Brasil de 1946 a 1951, responsável pela criação da Companhia Hidrelétrica do São Francisco. A cidade foi fundada quando a Família Machado descobriu perto de suas terras, várias lagoas, nomeando-as de Lagoa de Canabrava. A descoberta da lagoa, que acabou dando origem ao município em 1890. Depois virou propriedade de Uibaí. Em 1927, o município ganhou sua independência de Uibaí. Em 12 de abril de 1965 passou a ser chamada de Presidente Dutra, e a data é comemorada com a chamada Festa da Cidade.
 
Também no mesmo dia a cidade de Serra Dourada comemora aniversário. Situada no Oeste da Bahia, à margem esquerda do rio São Francisco o município foi originalmente habitado por índios acroás, povoada com o nome de São Gonçalo. Em torno do santuário foi se estabelecendo um povoado que, no ano de 1880, contava com muitos sítios nas cercanias. Já antes, em 1836 era distrito de Santo Antônio do Urubu (atual Paratinga). Em 1868 compunha, com o distrito do mesmo nome, o distrito de Santana dos Brejos, pertencente a Rio das Éguas (atual Correntina), por decreto 1018, de 2 de maio daquele ano, sendo Presidente da Província José Bonifácio Nascente de Azambuja. Politicamente, entretanto, os dois povoados disputavam entre si. Em São Gonçalo liderava o tenente-coronel Norberto Nunes da Silva e, em Santana dos Brejos, o Coronel Flores, até por volta de 1890. O decreto provincial 11.089, de 30 de novembro de 1898, alterou o nome de São Gonçalo para Penamar. No ano de 1962 o distrito de Penamar emancipou-se, com o nome de Serra Dourada, em alusão à formação orográfica local.

Comentários

    Não há comentário

Comentar