Andaraí e Itapicuru comemoram emancipação

Neste sábado, dia 28 de abril, os municípios de Andaraí (121 anos) e Itapicuru (284 anos) comemoram suas emancipações políticas. Uma das principais cidades da Chapada Diamantina, Andaraí se destaca pela arquitetura colonial dos casarões, que abrigavam os barões do diamante na fase da opulência do ciclo do diamante. É tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Paraíso ecológico onde a natureza é preservada, a cidade tem um enorme legado cultural e atrativo. Localizado no sopé da Serra do Sincorá, é famosa pela beleza de sua paisagem serrana cortada por rios e fios d’água que encantam os turistas que visitam a região. Diversas trilhas levam a atrações como a Lapa do Bode, Cachoeiras de Don’Ana e aos rios Piaba e Paraguaçu. O nome da cidade tem origem indígena. Andira, na linguagem dos Cariris, significa morcego. Y é rio ou água. Assim, a tradução mais aproximada seria rio de morcegos. As grandes grutas presentes em praticamente todo o relevo da Chapada são a mais provável inspiração para o nome da cidade do rabeia (manifestação cultural e folclórica).

 Outra aniversariante é a cidade de Itapicuru que comemora seus 284 anos. Criado com o nome de Vila de Itapicuru de Cima, e território desmembrado da Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira (atual Cachoeira). Decreto Imperial, de 25.10.1831, transferida sua sede para a povoação de Missão de Santo Antônio da Aldeia ou Missão de Nossa Senhora da Saúde. O município foi extinto em 1931, teve seu território dividido, parte para Rio Real e parte para Inhambupe. Foi restaurado, com seu antigo território, desmembrado de Rio Real e Inhambupe por Decreto Estadual de 27.05.1933. A primitiva sede, criada freguesia em 1680, com a denominação de Nossa Senhora de Nazaré de Itapicuru de Cima, foi transferida para a freguesia de Nossa Senhora da Saúde da Missão em 1831. Em 30.03.1938, foi elevada à categoria de cidade. Se destaca na cidade a produção expressiva de laranja e maracujá. Na pecuária destacam-se os rebanhos ovinos. Itapicuru é uma árvore de até 18 metros, da família das leguminosas, subfamília cesalpinioídea, nativa do Brasil.

Comentários

    Não há comentário

Comentar

REVISTA DIGITAL

revistaCG

TV CARO GESTOR

TVCG