Racionamento de água pode ser suspenso em Conquista

 A barragem de Água Fria Dois, que abastece o município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, está com mais de 64% da capacidade, o que pode suspender o racionamento de água no município antes do tempo previsto.

A medida foi adotada há quase dois meses pela Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) por causa da seca. Somente na região do Rio dos Monos, que fica no distrito de Barra Nova, município de Barra do Choça, choveu nos últimos quinze dias pouco mais de 180 milímetros, deixando a barragem com o melhor nível desde o início do racionamento: mais de 64% da capacidade. ”Se conseguir manter esse nível de chuva que está ai talvez no fim de agosto a gente consiga suspender o racionamento”, diz Álvaro Aguiar, gerente regional da Embasa.
 
Do alto dá para ver que o número de bancos de areia na barragem diminuiu em relação a dois meses atrás. Atualmente, Água Fria Dois está com 4.138.000 m³. Com a neblina fina que vem caindo em Barra do Choça, região com maior concentração de chuvas do que Vitória da Conquista, o ganho na barragem foi de 60 cm em 15 dias. Água Fria Dois já chegou, no período mais crítico no mês de maio, a 3.690 m³ de água. Segundo o gerente do escritório local da Embasa, o término do racionamento poderia até ser antecipado, caso as chuvas se mantenham.
 
No período de estiagem, o nível da barragem de Água Fria Dois vinha caindo três centímetros por dia. Com o racionamento, a distribuição do abastecimento dois dias sim e dois não nos bairros e parte da Zona Rural de Vitória da Conquista auxiliou o ganho do nível que a barragem vem alcançando nos últimos dias. As baixas temperaturas do inverno, que evitam a evaporação dos rios que abastecem a barragem, e a neblina que vem caindo na região também são fatores positivos para o avanço no nível da barragem.
 

Comentários

    Não há comentário

Comentar