Parceria prevê ações para reduzir desperdício de alimentos no Sul

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2018
Fonte: MDS - Ministério do Desenvolvimento Social
Crédito da Foto: Clarice Castro/ MDS

Esteio - Uma parceria para reduzir o desperdício de alimentos na cadeia produtiva do Sul do país. Esse é o objetivo do acordo de cooperação técnica assinado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) no sábado (25), durante a 41ª Expointer, na cidade de Esteio (RS).

Por meio de convênio com os Estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná, o MDS repassará cerca de R$ 3 milhões para ações conjuntas que contribuam com a redução de perdas e desperdícios de alimentos. Enquanto o BRDE facilitará o acesso de municípios, cooperativas e agricultores familiares ao crédito para o desenvolvimento de tecnologias e melhorias de infraestrutura e logística na produção, armazenamento, processamento, transporte, distribuição e comercialização de produtos.

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, destacou que a parceria incentiva a cadeia produtiva e traz mais eficiência para a agricultura na região. “Os recursos que estamos repassando é para mobilizar agricultores e cooperativas a fim de que desenvolvam tecnologias que evitem o desperdício na produção e distribuição e no transporte dos alimentos. Depois, o crédito do BRDE reforçará as iniciativas, melhorando o aproveitamento da produção”, enfatizou.

Setembro - Os Estados poderão acessar os recursos por meio de convênios, válidos por até dois anos, a partir de setembro. Segundo o diretor de Planejamento e Financeiro do BRDE, Luiz Noronha, a união dos recursos públicos com os de crédito devem impulsionar projetos de combate ao desperdício. “Dentro da nossa política de responsabilidade socioambiental, entendemos que a iniciativa é extremamente importante e o acordo de cooperação vai permitir que os pequenos produtores interessados nessas ações tenham mais recursos disponíveis”, destacou.

O acordo prevê também a capacitação de técnicos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para atuar em pontos críticos da cadeia de produção de alimentos, a elaboração de materiais informativos sobre boas práticas de produção, manuseio, transporte, conservação, consumo, e o incentivo de parcerias entre varejistas, atacadistas, distribuidores e organizações sociais para a doação de alimentos.

Números – Dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) apontam que, a cada ano, perdem-se aproximadamente 1,3 bilhão de toneladas de alimentos no mundo – o que corresponde a mais de 30% de toda a produção mundial de alimentos para consumo humano e 15% de todas as calorias produzidas. Entre as principais causas estão a precariedade na infraestrutura de transporte e logística, a carência e inadequação das estruturas de armazenamento, a ausência de campanhas educativas e de boas práticas, a deficiência na capacitação das Ater e nas condições e práticas de cultivo.



Informações sobre os programas do MDS: 0800 707 2003

Informações para a imprensa: Ascom/MDS - (61) 2030-1505

www.mds.gov.br/area-de-imprensa

Comentários

    Não há comentário

Comentar