O prefeito ACM Neto apresenta ao trade de São Paulo o projeto de concessão do novo Centro de Convenções da capital

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
Fonte: Mercado & Eventos
Crédito da Foto: Correio

O prefeito de Salvador, ACM Neto, e o secretário municipal de Cultura e Turismo de Salvador, Claudio Tinoco, apresentaram ao trade de São Paulo o projeto de concessão do novo Centro de Convenções da capital baiana. De acordo com eles, o objetivo é atrair grandes investidores com experiência na gestão de equipamentos similares para o projeto. A ideia, segundo o prefeito, é devolver os congressos e eventos de turismo de negócios à cidade já a partir de 2019, o que levaria Salvador ao ranking de cidades de negócios em 2020.

O centro de convenções faz parte do planejamento de construção e renovação de diversas obras, organizado pelo prefeito ACM Neto. “É uma decisão estratégica da prefeitura, que irá assumir a responsabilidade de trazer de volta diversos eventos de grande porte para a Bahia”, disse Tinoco, lembrando que as obras já foram iniciadas. “A iniciativa é importante para conquistarmos o interesse de grandes empresas privadas e obtermos as contribuições para o aperfeiçoamento da modelagem e respectiva viabilidade econômica e financeira para concessão do Centro de Convenções”, complementou.

ESTRATÉGICO

O prefeito ACM Neto, que participou nesta quarta-feira (17) do lançamento do Festival da Virada, destacou que este investimento é primordial para a cidade, que já perdeu uma série de eventos por estar sem um centro de convenções. “É preciso reforçar o quanto esse projeto é estratégico para Salvador. Temos uma cidade com uma vocação toda voltada para o setor de serviços. Mais de 80% de nossa economia está vinculada ao setor de serviços e o grande carro chefe da economia de Salvador é o turismo”, declarou.

“Precisávamos enfrentar esse desafio. Salvador não podia continuar perdendo oportunidades sem o centro de convenções. Dessa forma, nos sentimos preparados para elaborar esse projeto”, complementou.

Além de movimentar a economia, ACM Neto vê também uma oportunidade de movimentar a hotelaria e os atrativos turísticos o ano todo. “Precisamos fugir da sazonalidade. Queremos fazer com que Salvador seja procurada o ano inteiro, não apenas durante os meses de novembro a fevereiro”, finalizou.

O EQUIPAMENTO

Com obras iniciadas em setembro, o novo Centro de Convenções de Salvador chega para suprir a demanda de grandes eventos de turismo de negócios na cidade, carente de estrutura compatível desde o fechamento do antigo equipamento pelo governo do estado, em setembro de 2016. As intervenções contam com investimento no valor de R$ 105,2 milhões, executadas pelo Consórcio CCS. O prazo para a entrega é de 12 meses.

A estrutura contempla espaço para 14 mil pessoas durante os eventos corporativos, além de dois locais para espetáculos artísticos com capacidade para acomodar 20 mil pessoas cada. O equipamento terá ainda 28 camarotes de 50 metros quadrados, oito auditórios moduláveis, seis salões, 12 salas de 236 metros quadrados e 28 de reuniões que se transformam em camarotes tanto para os shows externos quanto internos quando houver necessidade, todos moduláveis, além de dois restaurantes, sanitários, áreas destinadas à operação audiovisual e estacionamento para mais de 1,4 mil veículos.

“Será o terceiro maior centro de convenções municipal do Brasil. Ele está localizado em um dos polos hoteleiros mais significativos do estado, mas também muito próximo de outros polos. Existe um processo de requalificação urbanística muito avançado de toda a orla de Salvador”, ressaltou Tinoco


*Por Eduardo Ribeiro

Comentários

    Não há comentário

Comentar