Salvador não precisa de Uber, diz prefeito

Correio da Bahia | 27/11/2015
Salvador não precisa de Uber, diz prefeito

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou nesta sexta-feira (27) que o Uber - serviço de motoristas particulares acionados através de um aplicativo de celular – enfrentará “resistência” na capital baiana caso decida iniciar a atividade na cidade. A declaração foi feita durante evento de inauguração do primeiro módulo-conforto para taxistas.

 
“Nós não precisamos de serviços que venham competir com o taxista. A turma lá do Uber vai enfrentar oposição da prefeitura. Nosso compromisso é com os taxistas”, afirmou ACM Neto, durante discurso para um público de cerca de 50 profissionais da área. Minutos antes, o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, havia afirmado o mesmo e foi aplaudido pelo grupo, igualmente quando o prefeito falou. “Estamos dando o recado, aqui Uber vai ser tratado como clandestino”, defendeu Mota.  
 
Em todo o país o aplicativo vem sendo controverso, sendo debatido nas câmaras municipais e em, alguns casos, chegando até o poder judiciário, por causa de protestos e pressões dos taxistas que temem perder a exclusividade do mercado. No site da empresa, eles informam já terem chegado em Brasília, Porto Alegre, belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.
 
MUDANÇAS
 
De acordo com o prefeito ACM Neto, a instalação do módulo conforto, em parceria com uma empresa que mantem um aplicativo de celular para usuários de taxi, nada tem a ver com a campanha da prefeitura contra o Uber.
 
"Isso aqui (a inauguração do módulo) é para beneficiar o taxista. A gente sabe a importância do taxista para a cidade de Salvador e a prefeitura quer dar conforto, segurança e melhor condição de trabalho para o taxista, como está dando para o rodoviário".
 
A prefeitura de Salvador está elaborando um novo código para os taxistas. De acordo com o secretário Fábio Mota, a última reunião entre a prefeitura e a categoria ocorreu ontem (26), e a previsão de divulgação desse texto é até a primeira quinzena de dezembro. Questionado, Fábio Mota não quis dar detalhes sobre o que vai mudar para a categoria. 
Tags relacionadas: uber, prefeito, taxi
Deixe seu comentário » 0 Comentários: