Senado aprova corte de ministérios e cargos

Correio da Bahia | 09/09/2016
Senado aprova corte de ministérios e cargos

O governo do presidente Michel Temer conseguiu ontem à noite uma importante vitória no Senado, com a aprovação da Medida Provisória que institui a reforma administrativa, com a redução do número de ministérios de 32 para 26 e corte de cargos e funções comissionadas. A MP 726 foi assinada por Temer em 12 de maio, horas após ele assumir a Presidência em caráter interino, e perderia a validade à meia-noite. 

 
Mesmo sob críticas e manobras regimentais da oposição, o Palácio do Planalto conseguiu mobilizar a base aliada para garantir a presença de senadores na Casa. Pela manhã, o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, esteve no Senado para conversar com o senador Romero Jucá (PMDB-RR), um dos principais aliados de Temer e designado relator da proposta no. A MP, que segue para a sanção presidencial, passou com 44 votos a favor, seis contra e uma abstenção.
 
Temer se envolveu pessoalmente nas negociações sobre a MP. Durante a viagem à China, na semana passada, o presidente conversou com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e recebe dele a promessa de esforço para tentar votar o texto. O governo tinha, se a medida não fosse aprovada, um plano B: mandaria uma nova MP ao Congresso tratando desse tema, só que com texto modificado.
 
A medida extinguiu ministérios e órgãos que tinham status ministerial tais como as Secretarias dos Portos e da Aviação Civil, os Ministérios do Desenvolvimento Agrário e das Comunicações.
Tags relacionadas: senado, cargos, brasil
Deixe seu comentário » 0 Comentários: